O EXEMPLO DA CHINA

Decorridos aproximadamente quarenta anos, não seria possível prever o que
ocorreria no futuro, ou seja, no momento atual, quando o governo chinês de Deng
Xiaoping conclamou os chineses para um grande desafio, usando a expressão:
“trabalhai e enriquecei-vos”.
Como transformar a economia de um país, com uma atividade quase que
preponderantemente de agricultura familiar de subsistência, com uma renda
percápita baixíssima, com também um volume baixo de fator capital aplicado na
atividade econômica e, somente uma grande quantidade de “fator trabalho”
disponível, porém, sem especialidade?
Decorridos três décadas, esse mantra se tornou uma realidade e a China se
transformou na segunda maior economia do mundo – dinâmica, moderna,
inovadora, tecnológica e próspera.
Provavelmente, dentro de aproximadamente vinte anos, a China poderá se
posicionar como a maior economia do mundo, consubstanciada com o terceiro maior
território e a maior população mundial de trabalhadores e consumidores.
É fato constatar a gentileza, a atenção e a diplomacia do povo chinês para com os
visitantes, investidores e empresários internacionais.
Na atividade econômica, trabalham com dedicação e entusiasmo, sem medir
esforços.
Avançam em velocidade e profundidade na inovação e aceleração tecnológica, o que
lhes permitem ser detentores de vantagens comparativas em relação à grande parte
de países ocidentais. Qual será o limite para a evolução tecnológica daquele País?
O Estado pode e deve exercer a função de induzir a evolução científica e tecnológica
de um País, porém é pertinente a atividade autônoma do setor privado, gerar
riquezas, criar novos produtos e serviços e a própria evolução e aceleração
tecnológica. Essa evolução provoca o multiplicador da atividade econômica e a
evolução tecnológica, sem limites, o que será importante para a China e para o
mundo.
MESSIAS MERCADANTE DE CASTRO é professor da UNIANCHIETA e autor do livro “O
Gerenciamento da Vida Pessoal, Profissional e Empresarial” – Ed. M. Books-SP e
Gestor de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia de Jundiaí. E-mail:
messiasmercadante@terra.com.br

Compartilhe