A QUESTÃO DOS JUROS

Em início de fevereiro, o COPOM – Comitê de Política Monetária do Banco Central do Brasil, reduziu a taxa básica de juros – a SELIC, para 6,75% ao ano. O menor juro da história em nosso país.

Durante todo o ano de 2017, os juros básicos que, em janeiro se posicionava em 14,25% ao ano, foi caindo e terminou o ano em 7,00%. Na trajetória seqüencial das reduções nos juros, os bancos comerciais não acompanharam essa evolução e, ao contrário, na direção oposta, aumentaram os juros, além de reduzirem a oferta de crédito para as empresas e consumidores, de forma defensiva, em função do baixo nível de liquidez na economia, mas que, no entanto, não contribuíram para amenizar a recessão econômica, dificultando também, a recuperação da economia, além da oferta de empregos.

O futuro presidente do Bradesco, o economista Octávio de Lazari Júnior, em entrevista ao Jornal Folha de São Paulo, afirmou “ter chegado a hora de os bancos brasileiros aprenderem a conviver com juros baixos”. Afirmou, ainda, que “é lógico que os bancos têm um ganho importante com taxas de juros altas, mas não adiante ser empresa rica num país pobre”.

Enfatizou, também, que “o segredo está na escala : Se emprestar mais, o sistema financeiro continuará sendo rentável”.

Essa  visão do banqueiro que assumirá a presidência em março próximo, caminha na direção do anseio da classe empresarial e, na direção exata das necessidades do Brasil, para poder consolidar um crescimento sustentável da nossa economia.

Em economia, existe uma relação inversa entre a taxa de juros e consumo e investimentos financiáveis. Quando os juros caem, tende a aumentar o consumo e investimentos, corroborando para o crescimento econômico, a geração de empregos e renda, consolidando o chamado “efeito multiplicador de desenvolvimento econômico”.

Para crescermos em torno de 3% neste ano, uma redução dos juros no mercado e a ampliação da oferta de créditos, são fundamentais.

MESSIAS MERCADANTE DE CASTRO é Professor da UNIANCHIETA e autor do livro “O Gerenciamento da Vida Pessoal, profissional e Empresarial” – Ed. M. Books – SP e Gestor de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia de Jundiaí. Email : messiasmercadante@terra.com.br

Compartilhe